Adquirir um automóvel é um investimento que precisa ser bem analisado. Muitos aspectos são levados em consideração: a potência do motor, o ano de fabricação, o modelo, a quantidade de portas, a conservação da lataria, entre outros.

Todos esses fatores também influenciam no preço a ser pago pelo consumidor final. O mercado automobilístico sempre se mantém aquecido em virtude da rápida desvalorização dos veículos. Isso significa que as pessoas trocam, vendem e compram autos com uma periodicidade relativamente curta. Muitos consumidores não passam 3 anos com o mesmo automóvel e logo passam adiante.

Mas o que é mais viável financeiramente? Comprar um carro novo ou usado? Se você ainda está em dúvida, continue por aqui.

Principais diferenças entre um carro novo e usado

Por ter acabado de sair da fábrica, um carro zero quilômetro acaba sendo mais caro. Isso porque as peças são novas, alguns dispositivos inseridos são mais modernos e eles também possuem melhorias consideráveis em relação aos modelos anteriores. Tais condições colocam o preço do carro novo lá em cima, dependendo da época do ano, da cotação do dólar e demais movimentações no mercado de automóveis.

Já o carro usado já passou pelas mãos de pelo menos um proprietário. Quanto mais pessoas tiverem esse veículo sob posse, mais ele vai ficando desvalorizado.

Os quilômetros rodados aumentam e pequenos problemas podem começar a surgir, dependendo do tempo de fabricação do automóvel. Assim os carros usados acabam sendo bem mais baratos quando comparamos com o preço de um modelo recém-lançado na concessionária, certo?

Existem vantagens e desvantagens a serem analisadas na hora de comprar um veículo novo e usado. O importante mesmo é observar quais são suas necessidades diárias e colocar na ponta do lápis todas as despesas envolvidas com a manutenção.

Vantagens de adquirir um carro novo

Um dos principais benefícios de se adquirir um veículo zero quilômetros é o seu estado de conservação. Como as peças foram recém fabricadas, você tem garantia da montadora, caso precise fazer alguma troca. Adquirindo um carro novo, o consumidor também passa por longos períodos sem problemas com a direção, motor, câmbio… As revisões são feitas com menos frequência em comparação a um carro usado, por exemplo.

E além dessas vantagens, você também escolhe o modelo que quer, exatamente do jeito que precisa. Em alguns casos, vale a pena investir em um carro novo.

Desvantagens de comprar um carro novo

Os benefícios parecem ser bem atraentes, mas não podemos deixar de lado os pontos negativos. A desvalorização do veículo fica evidente na hora da revenda. Você sabia que o preço pode cair em até um quarto do seu valor total assim que sai da concessionária?

Essa depreciação só tende a aumentar com o passar do tempo. Nesse contexto, a dica é não ficar com o mesmo carro por mais de dois anos, para evitar a intensa desvalorização dos preços.

Outro aspecto não tão viável é o valor do IPVA. Dependendo do modelo, o imposto a ser pago pelo automóvel acaba sendo mais caro do que o previsto.

Não se esqueça de pesquisar sobre todas essas despesas com as obrigações fiscais. Já que é impossível fugir delas, é melhor que estejam de acordo com o orçamento, certo?

Compre auto novo X usado: como saber qual a melhor opção?

Vantagens de comprar um carro usado

Pagar menos é logo de cara o melhor ponto positivo de se adquirir um carro usado. Muitas vezes, o investimento baixo acaba sendo infinitamente mais atrativo.

Você pagará menos pelo IPVA e as condições de pagamento, bem como o valor das parcelas podem acabar sendo mais viáveis para seu bolso. Desde que esteja bem conservado e sem problemas sérios, pode ser o ideal.

Desvantagens de adquirir um veículo usado

Infelizmente nada é perfeito e nem tudo é um mar de rosas. Ao se interessar por automóveis usados, é imprescindível se atentar àqueles fatores que comentamos lá no início desse texto. O estado da lataria, a quilometragem e o sistema elétrico precisam ser bem avaliados antes de fechar um negócio.

A maior desvantagem é comprar um veículo que não está em um bom estado de conservação. Dessa maneira, o valor economizado com IPVA e com a parcela da compra, pode acabar sendo gasto em serviços de manutenção, e aí o barato sai caro.

Ao passo que um zero quilômetro fica mais tempo sem a necessidade de uma avaliação mecânica, o usado já precisa ser vistoriado com mais frequência.

Escolher um carro usado pode sim trazer muitos benefícios, mas é importante que você fique de olho nesses fatores citados por aqui. A melhor forma de não cair em um mau negócio é pesquisando bastante o mercado de usados e seminovos.

Não se esqueça de consultar a tabela Fipe todos os meses. Quando estiver interessado em financiar ou comprar um automóvel, comparar os preços por meio da tabela Fipe pode ser uma boa estratégia. Olhando os preços e as condições do que está sendo oferecido, você conseguirá adquirir um bom carro sem ficar no prejuízo. Fazer uma pesquisa entre as revendas da região também pode ajudar.

E então, devo comprar um auto novo ou usado?

A resposta é: depende! Os valores oscilam muito no mercado automobilístico, e assim como qualquer compra ou investimento, a aquisição de um carro precisa ser devidamente planejada. Até porque outros custos estão envolvidos além do valor do automóvel. São despesas com combustível, revisão, IPVA…

É preciso observar também suas reais necessidades do dia a dia. Um bom automóvel nos proporciona muitas facilidades, como a autonomia de locomoção, que tem sido cada vez mais necessária em grandes centros urbanos.Tanto o carro novo quanto o usado tem suas vantagens e desvantagens na hora da compra. Por isso, analise sua situação financeira e escolha qual vai se adequar melhor ao seu estilo de vida.

Quer saber mais sobre compra e venda de veículos? Fique atento ao nosso conteúdo. Somos referência em classificados na região de São José do Rio Preto. Com mais de 60 associados, nos consolidamos como um dos maiores portais do estado de São Paulo.