Confira 5 dicas para ter sucesso na hora de comprar seu auto e faça um ótimo negócio!

Você está pensando em comprar um auto novo, seminovo ou usado? Seja qual for a sua escolha, um automóvel é sempre uma grande aquisição, que deve ser pensada e analisada com bastante cautela, para que não haja arrependimento.

Por isso, é extremamente necessário que alguns pontos sejam observados desde o momento no qual você pensou em adquirir o seu carro, afinal, eles podem fazer uma grande diferença na sua decisão. Quer saber quais? Nesse artigo falaremos sobre:

  1. Quais são as suas necessidades;
  2. Faça um Test Drive;
  3. O que mais devo observar;
  4. Planejamento é tudo;
  5. Atenção às formas de pagamento.

Quais são as suas necessidades?

Antes de qualquer coisa, você deve pensar em qual tipo de carro combina com a sua rotina.

Se quiser saber qual o custo-benefício de comprar um carro popular, clique aqui para saber mais.

Por exemplo: se você só anda por ambientes urbanos, um carro com potência de 1.0 pode ser o suficiente para o seu cotidiano. Por outro lado, se você possui uma casa de campo aonde vai com frequência e precisa passar por uma estrada de barro, vale a pena investir em um modelo mais robusto, com boa tração, altura e outras características que impedirão uma futura dor de cabeça.

Da mesma forma, o fato de você ser solteiro(a) ou possuir uma família (grande ou pequena) é um dos quesitos de maior influência na hora da sua escolha. Deve-se pensar tanto no espaço interno quanto no tamanho do porta-malas, para que todos fiquem confortáveis.

Faça um test drive

É muito comum um comprador ficar empolgado com determinado modelo e/ou preço de carro e decidir adquiri-lo sem um test drive. Contudo, isso é um grande erro que muitos cometem na hora da compra. De que outro jeito você saberá como o veículo funciona de verdade?

O ideal é testar o auto em diversos tipos de terreno, para ver como ele se comporta. Durante esse período, aproveite para dar algumas voltas e observar se ele realmente o(a) deixa confortável depois de uma certa distância percorrida. Não confie apenas no conforto momentâneo que você sente enquanto confere o carro na loja.

Outro ponto a ser checado no test drive é a parte mecânica do automóvel, principalmente quando se trata de um carro usado ou seminovo. Note se, durante o percurso, há algum ruído no motor, vazamento de óleo ou vibrações tanto no volante quanto na alavanca de câmbio.

5 dicas para ter sucesso na hora de comprar seu auto

O que mais devo observar?

No caso de um carro que não é 0 km, devemos ter alguns cuidados adicionais. Primeiramente, verifique se o auto possui todos os itens de segurança e se estão em boas condições de uso, como por exemplo, estepe, triângulo, entre outros.

Observe se as peças do veículo são originais ou foram trocadas pelo antigo proprietário, conferindo a pintura, o alinhamento da lataria e até os vidros. Isso mesmo, os vidros são ótimos aliados nesse momento, pois todos devem conter o número do chassi. Caso não haja essa inscrição, fica fácil saber que eles não vieram de fábrica.

Além disso, é válido pedir para que o carro seja levantado. Dessa forma, você pode verificar se ele foi rebaixado ou se há problemas na estrutura, decorrentes de algum acidente de maiores proporções.

Nesse caso, é indicado levar um mecânico de confiança para observar vários detalhes minuciosos, afinal, muitos trabalhos de reconstrução do automóvel podem não ser perceptíveis para pessoas leigas. Assim, você evitará futuros gastos com manutenção.

Consulte também o valor de mercado do carro, clicando aqui e conferindo esses valores na Tabela FIPE.

Planejamento é tudo

A compra de um automóvel deve ser planejada desde o primeiro momento em que se pensa na aquisição, por ser um bem de grande valor agregado. Por isso, você deve programar muito bem os seus gastos e começar a economizar.

A melhor forma de fazer isso é montar uma planilha de despesas. Anote cada uma delas, desde as contas essenciais (água, luz, entre outras) até pequenos consumos, como uma saída à lanchonete. Esse controle financeiro fará com que você possa observar onde estão aqueles gastos que você pode diminuir sem afetar tanto o seu estilo de vida.

Importante também é saber quanto custa manter um carro, clique aqui para ler a matéria completa e se planejar.

Do mesmo jeito que você precisa planejar os seus gastos, também deve projetar todos os custos de adquirir um carro. Quando falamos em “todos”, é porque muitos esquecem dos custos adicionais que um veículo traz após sua compra. Agora, é hora de elaborar uma nova planilha específica para ele.

Primeiramente, anote os possíveis gastos mensais com combustível. Para isso, tenha em mente uma estimativa de quantos quilômetros você percorreria por dia e quantos litros por quilômetro fazem os modelos que você deseja comprar.

Outras despesas que costumam ser esquecidas dizem respeito aos impostos e manutenção do auto. Conte com a parcela anual do IPVA e do DPVAT, assim como as revisões programadas, trocas de óleo e de pneus, sempre deixando uma margem para imprevistos.

Atenção às formas de pagamento

Uma grande parte do seu planejamento será definido pela forma de pagamento que você escolher para quitar o seu automóvel, de acordo com as suas necessidades. Conheça algumas delas.

A compra à vista tem a vantagem de vir acompanhada de um generoso desconto, mas pode não valer a pena, dependendo do tempo que você levará para juntar todo o dinheiro. A maioria opta por outros meios, como o financiamento ou consórcio.

O financiamento é a opção mais comum. Ele funciona como um empréstimo no banco, em que você paga a entrada e escolhe as parcelas que melhor cabem no seu bolso, mas tem que arcar com os juros que encarecem o valor no final da compra.

O consórcio, ao contrário do financiamento, tem a vantagem de não cobrar juros. Funciona como uma poupança mensal e é uma boa alternativa em médio e longo prazo. Em contrapartida, o veículo só será entregue a você depois que acabarem todas as prestações.

Ainda existem outras formas de pagamento, como o CDC ou o leasing, que está ganhando cada vez mais espaço entre as alternativas. O importante é pesquisar bastante e ver qual atende melhor às suas condições.

E por fim, há ainda a possibilidade de ter um carro por assinatura, você teria um?